Vacina contra a gripe reduz o risco de morte em pacientes com insuficiência cardíaca

exames_mulher
6 exames de rotina que toda mulher precisa fazer
12 de março de 2018
mortesubita
É possível prevenir a morte súbita em adultos?
26 de março de 2018
Show all
vacina_insu

A vacina da gripe pode ser um alento para as pessoas com insuficiência cardíaca, a doença que impede o bombeamento normal do sangue. Segundo uma revisão de vários estudos feita no Japão, a vacina anual contra o vírus influenza reduziu em 50% o risco de morte desses pacientes, por qualquer causa, durante o período da imunização e em 20% no restante do ano.

A pesquisa foi apresentada no Congresso do Colégio Americano de Cardiologia, em fevereiro, e incluiu mais de 78 mil pacientes dos Estados Unidos, Europa e Ásia, na faixa entre 64 e 75 anos.

Outros estudos já haviam detectado um elevado risco de morte associado às complicações da gripe em pessoas com insuficiência cardíaca. Elas, assim como portadores de outras doenças cardíacas crônicas, fazem parte do grupo prioritário para receber a vacina no Brasil.

Mais chances de infarto

Os pesquisadores japoneses também constataram que a imunização diminuiu em 22% a probabilidade de internação de pacientes com insuficiência cardíaca por problemas cardiovasculares. Segundo especialistas, os cardiopatas, em geral, têm mais chances de sofrer um infarto quando a gripe se instala no corpo.

A explicação é que os problemas cardiovasculares podem causar a queda da imunidade, favorecendo a ocorrência de complicações desencadeadas por uma simples infecção pelo vírus Influenza. Em quadros mais graves, existe o risco de pneumonia (com necessidade de internação) e de morte prematura.

Já se sabe que a gripe pode provocar inflamação do músculo cardíaco miocárdio (miocardite), arritmias cardíacas e infarto agudo do miocárdio, levando a complicações graves e óbito mesmo em pessoas sem histórico de problemas do coração.

Por outro lado, a vacinação minimiza consideravelmente o risco de complicações em pacientes com enfermidades que afetam o funcionamento das artérias e vasos sanguíneos, tais como a doença arterial coronariana e algumas condições ateroscleróticas.

Como forma de prevenção, os cardiologistas recomendam que as pessoas com insuficiência cardíaca tomem também a vacina contra a pneumonia, administrada em dose única e com validade para toda a vida.

A campanha contra a gripe no Brasil acontece entre 16 de abril e 25 de maio e é especialmente recomendada para idosos, fumantes e portadores de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, hipertensão, asma e doença renal crônica.