Conheça as principais doenças da coluna

cirurgia
Plástica reparadora nos dois seios para mulheres com câncer de mama é aprovada pelo Senado
29 de novembro de 2017
diverticu
Diverticulite: principais causas e como evita-la
20 de dezembro de 2017
Show all
ultrasom

A ultrassonografia – também conhecida como ecografia ou, simplesmente, ultrassom -, é um método de diagnóstico por imagem indolor e não radioativo que se baseia na reflexão de ondas sonoras por meio dos tecidos do corpo para obtenção de cortes anatômicos (tomografia por ultrassons) em medicina.

Desde os anos 70, o ultrassom é utilizado na dermatologia para avaliar o espessamento e a anatomia cutânea. O exame visa avaliar inúmeras doenças primárias e secundárias da pele (epiderme, derme, tecido subcutâneo e anexos) com aplicações em várias especialidades médicas.

Com o desenvolvimento de aparelhos com frequência maior que 15 MHz, tornou possível a identificação das diferentes camadas e estruturas da pele e anexos, ampliando consideravelmente seu uso nas condições dermatológicas.

Hoje, o ultrassom de alta frequência representa uma excelente ferramenta no diagnóstico das diferentes alterações cutâneas como o câncer de pele, por exemplo. O ultrassom de alta frequência (USAF) possibilita o estudo em tempo real das lesões da pele, tornando-se excelente ferramenta pré-operatória.
Os equipamentos de alta frequência têm baixa penetração e, consequentemente, excelente resolução para visualização de estruturas superficiais. Aparelhos com frequência acima de 20 MHz são os que apresentam melhor resolução para o estudo da pele.